Por Ana Guerra | 02/03/2021
Tags:

MEET THE ARTIST: FLÁVIA TRONCA

Flávia Tronca é uma artista versátil e motivada por desafios. Percorrendo um caminho de mais de três décadas desde a sua formação em artes visuais, vai construindo uma carreira de múltiplas facetas.


Do abstracionismo geométrico que motivou as primeiras produções e exposições à incursão pelas tecnologias digitais que constroem sua produção mais recente, Flávia apreende o mundo sob sua ótica e nos devolve através da forma e da cor; representação de uma percepção ímpar.
Movida pelos processos pictóricos, a imagem criada no conjunto da obra da artista torna-se pintura, em diferentes linguagens. Desde o papel e a tela em algodão ao computador, muitas camadas são somadas, mas tudo é pintura. De imagens inicialmente figurativas, tudo torna-se abstração. Entre o processo tradicional da pintura e as transformações digitais que resultam em novas imagens, há um não lugar em suspensão, um espaço imaterial.
Na intensidade da cor, Flávia imprime a força do gesto; na sutileza dos traços, a artista provoca o olhar para o sensível. O limite entre o que é criado e o que é visto se perde na imagem. Propondo uma imersão do olhar para dentro da obra, a artista busca transcender o olhar como em um mergulho.
Se a cor é um dos elementos marcantes na produção, é também provocação incorporal que amplia os sentidos.
Da experiência advinda de uma trajetória de estudos de estética e história da arte, passando pelo ensino superior e retornando à arte na essência do processo criativo como artista, Flávia une a mente, a mão e o olho.
E nesse processo de idas e vindas, muitas voltas e conceitos apreendidos em cada movimento. A cor transforma-se em sensação cromática. Em cada imagem manifesta-se a sensação de imersão numa superfície imaterial.
Assim é Flávia Tronca e sua obra. Vale o olhar – aproveite o mergulho!

Profa. Dra. Silvana Boone
Curadora e crítica de arte